top of page
  • Pedro Magrin Tannús

Relatos de uma vida com Transtorno Bipolar

Atualizado: 20 de jun. de 2023

Margoth P. Duncie


Desde muito jovem, percebi que minha mente era como uma montanha-russa emocional, com altos e baixos que iam além do controle normal. Fui diagnosticada com transtorno bipolar aos 20 anos, mas as sementes desse transtorno foram plantadas muito antes.


Durante os períodos de euforia, conhecidos como episódios maníacos, sinto-me no topo do mundo. Tenho uma energia incontrolável, minha mente acelera, as ideias fluem rapidamente e me sinto invencível. É como se eu estivesse flutuando em uma nuvem de felicidade extrema. Durmo pouco, mas não sinto falta de descanso, pois a excitação toma conta de mim. Durante esses momentos, sou capaz de realizar tarefas complexas em um ritmo impressionante, tenho uma confiança inabalável e minha criatividade atinge níveis surpreendentes.


No entanto, assim como o pico de uma montanha-russa, a queda é inevitável. Os episódios depressivos vêm como uma escuridão sufocante, engolindo toda a felicidade que experimentei anteriormente. Sinto-me como se estivesse presa em uma caixa de solidão e tristeza. É difícil encontrar qualquer tipo de motivação, e as atividades que antes me traziam alegria agora parecem vazias e sem sentido. Durmo demais, mas o descanso não é revigorante. A fadiga se instala em meu corpo e mente, e sinto um peso inexplicável em cada movimento que faço. Pensamentos negativos e autodepreciativos me assombram, minando qualquer resquício de autoestima que eu possa ter.



Um dos aspectos mais desafiadores desse transtorno é a transição abrupta entre os extremos. Em questão de dias, ou até mesmo horas, posso passar de uma felicidade avassaladora para uma tristeza profunda, sem razão aparente. Isso afeta minha vida pessoal, meu trabalho e meus relacionamentos. Os amigos nem sempre entendem minhas mudanças de humor repentinas e, muitas vezes, me afasto para evitar magoá-los ou sentir-me incompreendida.


A terapia e a medicação são parte fundamental do meu tratamento. Através da terapia, aprendi a reconhecer os sinais de mudanças de humor iminentes e a desenvolver estratégias para lidar com elas. A medicação ajuda a estabilizar meu humor, reduzindo a intensidade dos episódios maníacos e diminuindo a duração dos episódios depressivos.


Embora o transtorno bipolar seja uma batalha diária, também aprendi a enxergar seus aspectos positivos. Durante os períodos de euforia, posso ser incrivelmente produtiva e criativa. Além disso, a experiência de viver nas extremidades do espectro emocional me deu uma sensibilidade profunda em relação às emoções das pessoas ao meu redor.



Para aqueles que não vivem com transtorno bipolar, pode ser difícil compreender a montanha-russa emocional que percorro diariamente. Peço paciência e empatia, pois, mesmo que meus humores possam parecer desconcertantes ou incompreensíveis, são parte integrante da minha jornada como uma pessoa com transtorno bipolar.


Durante os momentos de euforia, por exemplo, peço que não me vejam apenas como alguém "animada" ou "feliz demais". Por trás dessa fachada, pode haver uma agitação interna, pensamentos acelerados e uma necessidade incontrolável de buscar novas emoções. É um estado de extrema energia que, embora possa parecer divertido, pode levar a comportamentos impulsivos e riscos desnecessários.


Nos momentos de depressão, peço que não me vejam apenas como alguém "triste" ou "desanimada". A escuridão que me envolve vai além de uma tristeza comum. É como uma nuvem densa que me cerca, afetando todas as áreas da minha vida. Por mais que eu tente sair dessa tristeza, muitas vezes sinto que estou presa, sem esperança e lutando para encontrar um sentido nas coisas.


Entender que essas oscilações de humor são causadas por uma condição médica e não uma escolha consciente é fundamental. O transtorno bipolar não é algo que posso simplesmente "superar" ou controlar com força de vontade. É uma condição complexa que requer um acompanhamento médico contínuo e o suporte de amigos e familiares.



Além disso, é importante lembrar que nem todos os dias serão iguais. Posso passar por períodos de estabilidade, nos quais meu humor fica relativamente equilibrado. Mas também posso enfrentar episódios mistos, nos quais experimento sintomas de mania e depressão simultaneamente, o que pode ser extremamente confuso e exaustivo.


A jornada com o transtorno bipolar é desafiadora, mas também há esperança. Com o tratamento adequado, terapia regular e um sistema de apoio sólido, posso aprender a gerenciar melhor minhas emoções, identificar os gatilhos e adotar estratégias saudáveis para lidar com os altos e baixos.


Então, peço que não me julguem apenas pelos rótulos associados ao transtorno bipolar. Sou muito mais do que essa condição. Sou uma pessoa com sonhos, paixões e habilidades. Sei que minha jornada pode ser complicada e imprevisível, mas com compreensão e apoio, posso alcançar estabilidade emocional e uma vida significativa.

* O relato apresentado acima foi criado de forma fictícia com base em informações reais disponíveis sobre o transtorno da depressão. Ele não se baseia em nenhuma experiência pessoal específica e não viola o sigilo profissional entre paciente e profissional. Entenda mais no artigo abaixo.



Transtorno Bipolar - Características e tratamento


Transtorno bipolar, também conhecido como doença maníaco-depressiva, é uma condição de saúde mental que afeta o humor, energia e capacidade de funcionar de uma pessoa. É caracterizada por episódios de mania e depressão que podem durar dias, semanas ou até meses.


Neste artigo, discutiremos as causas e sintomas do transtorno bipolar, bem como os benefícios da psicoterapia cognitiva online como opção de tratamento.


Descrição e Sintomas


O transtorno bipolar é um transtorno de humor que envolve mudanças no humor, energia e níveis de atividade. Os sintomas do transtorno bipolar podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente envolvem episódios de mania ou hipomania (uma forma menos grave de mania) e depressão. Alguns sintomas comuns de mania incluem:


• Humor elevado ou irritável

• Aumento de energia ou inquietação

• Necessidade diminuída de sono

• Pensamentos acelerados ou discurso pressionado

• Comportamento impulsivo ou imprudente

• Grandiosidade ou autoestima inflada


Por outro lado, os sintomas de depressão no transtorno bipolar podem incluir:


• Humor deprimido ou irritável

• Perda de interesse em atividades

• Fadiga ou diminuição de energia

• Dificuldade em concentrar-se ou tomar decisões

• Sentimentos de inutilidade ou culpa

• Pensamentos de morte ou suicídio


Causas e Fatores de Risco:


As causas exatas do transtorno bipolar não são totalmente compreendidas, mas acredita-se que seja uma combinação de fatores genéticos, ambientais e neurobiológicos. Alguns fatores de risco para o transtorno bipolar incluem:


• Histórico familiar da doença

• Eventos estressantes na vida

• Abuso ou dependência de substâncias

• Desequilíbrios na química do cérebro


Opções de Tratamento e Benefícios da Terapia Cognitivo Comportamental Online


O transtorno bipolar é geralmente tratado com uma combinação de medicamentos e psicoterapia, incluindo terapia cognitiva, também conhecida como TCC. A TCC pode ajudar pessoas com transtorno bipolar a identificar e mudar padrões negativos de pensamento e comportamento que possam contribuir para seus episódios de humor.


A TCC online pode oferecer vários benefícios para pessoas com transtorno bipolar, incluindo:

• Flexibilidade no agendamento de sessões

• Aumento da acessibilidade para pessoas com limitações físicas ou barreiras de transporte

• Redução do estigma associado à busca de tratamento

• Melhoria no engajamento na terapia devido ao aumento do conforto com a tecnologia


"O processo terapêutico ensina o indivíduo a pensar de formas diferentes, e reagir de forma ajustada a diferentes situações para diminuir a ansiedade e temores. A TCC é o padrão de ouro para psicoterapia." - NIMH (National Institute of Mental Health)
It teaches people different ways of thinking, behaving, and reacting to situations to help you feel less anxious and fearful. CBT has been well studied and is the gold standard for psychotherapy." - NIMH (National Institute of Mental Health)


Conclusão


O transtorno bipolar é uma condição de saúde mental complexa e desafiadora que pode afetar significativamente a qualidade de vida de um indivíduo. No entanto, com o tratamento adequado, incluindo medicação e psicoterapia, como TCC, indivíduos com transtorno bipolar podem gerenciar seus sintomas e levar uma vida satisfatória. A psicoterapia online com TCCpode ser uma opção de tratamento eficaz para aqueles que procuram terapia conveniente e acessível. Se você ou alguém que você conhece está experimentando sintomas de transtorno bipolar, é importante procurar ajuda profissional de um provedor qualificado de saúde mental.

Leia mais


National Institute of Mental Health: Bipolar Disorder

Depression and Bipolar Support Alliance (DBSA)

International Bipolar Foundation

The International Bipolar Foundation provides information, resources, and support for individuals with bipolar disorder and their families: https://ibpf.org/

The Depression and Bipolar Support Alliance offers peer-led support groups, educational resources, and advocacy for individuals with mood disorders: https://www.dbsalliance.org/

The National Alliance on Mental Illness (NAMI) provides education, support, and advocacy for individuals and families affected by mental illness, including bipolar disorder: https://www.nami.org/

The National Institute of Mental Health (NIMH) offers information and resources on bipolar disorder, including research updates and treatment options: https://www.nimh.nih.gov/health/topics/bipolar-disorder/index



853 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


Logo do WhatsApp
bottom of page